sexta-feira, 3 de maio de 2013

Não me permitiu ensaiar.

Essa semana foi uma revira-volta toda na minha vida. E aí tive que lidar com o típico "que é que eu vou fazer agora?" e aquelas velhas questões de sempre. Lidar com toda aquela gente te perguntando o que exatamente aconteceu e você nem sequer saber explicar o porquê daquilo tudo, e felizmente, quem realmente me ama nem se preocupou com tal detalhes sórdidos do porquê das coisas, e sim em pensar comigo o que vai se suceder. A questão é que nem eu sei ao certo, o que é que vai rolar. Simplesmente a vida (que tá sempre buscando uma maneira de brincar com a minha cara), não me permitiu ensaiar o que fazer diante tais situações, e eu apenas, consenti;  deixei rolar a medida que, só agora, uma semana depois, é que eu tô começando a pensar o que é realmente ficar sem trabalhar, voltar a depender da ajuda dos meus pais financeiramente, etc. 
É estranho eu vir aqui neste blog e me abrir pra vocês desta forma mas, eu simplesmente não tenho como ter outro tipo de atitude. Eu não consigo, simplesmente, deixar de escrever sobre o assunto, deixar de expressar a forma a qual eu me sinto. E eu sei o quanto as pessoas me criticam sobre isso. Tenho plena consciência  Foi-se o tempo que esse blog era lido só por vocês, queridos comentaristas; Agora meus amigos leem, meus inimigos leem, falam sobre ele na minha frente e dizem o que acharam. E sei lá, se isso é uma coisa boa, mas a questão é, o ponto, na verdade, é: Eu ainda gosto de vir aqui e desabafar. Ainda gosto de sentir que posso dizer o que penso, sobre tudo. E eu vou me reerguer. Com ou sem a ajuda de ninguém, eu vou me levantar. As vezes eu leio as coisas que eu escrevi aqui quando tinha 15 anos e se tem uma coisa que eu consigo ver em meus textos é o quanto eu não acreditava em mim. Agora eu acredito.
Eu esperei uma semana pra dizer o que eu tô sentindo, sobre essa coisa toda que aconteceu comigo. Vocês sabem. O emprego, os problemas de saúde, fora outras coisinhas pessoais ainda mais graves e, quer saber, valeu a pena ter esperado, porque esse não é mais um post dizendo o quando eu sou infeliz e o quanto sinto pena de mim mesma, esse é o começo de um futuro. Eu tenho um futuro! E eu vou atrás dele. Ninguém pode tira-lo de mim.

9 comentários:

  1. Pois é, Mona, a vida é dura. Não nos deixa ensaiar. Mas o gostoso é justamente ver como conseguimos lidar com esta situação, e pelo que vejo você está lidando muito bem. Está disposta a batalhar pelo seu futuro, e isso é lindo. Conta-se nos dedos as pessoas do mundo que têm essa coragem. Parabéns.

    www.annadecassia.com

    ResponderExcluir
  2. A vida sempre nos prega peças... Espero (do fundo do meu coração) que as coisas se resolvam, e que tudo dê certo. O que você não pode fazer é guardar tudo dentro de você: escreva sobre tudo o que está acontecendo que você vai se sentir melhor..
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. "Quem realmente me ama nem se preocupou com tal detalhes sórdidos do porquê das coisas, e sim em pensar comigo o que vai se suceder."
    "Esse é o começo de um futuro. Eu tenho um futuro! E eu vou atrás dele. Ninguém pode tira-lo de mim."
    Já tens a resposta, menina.
    Tu é uma moça muito forte, Mona, e eu nem preciso te conhecer pra saber disso.
    E não se preocupe com as críticas sobre sua "exposição" no blog, porque acredito que o importante continua sendo VOCÊ. E se você quer se expressar, oras, que se dane.

    Nem vou dizer que espero que tudo dê certo, porque eu sei que dará. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É engraçado, porque apesar de não te conhecer, sinto tanto a falta dos teus comentários, são tão importantes pra mim ♥

      Excluir
  4. Nossa, depois desse texto o que eu posso dizer? Sabe o que eé engraçado? Quando você vem desabafar eu duvido se há alguém que não leia todo o texto, todos somos curiosos. E que eu posso dizer é que, confie em si mesma e em Deus, tudo vai dá certo.
    Beijos <3
    http://clicandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Sabe, eu entendo o que é isso de escrever e ter todo mundo lendo (por isso, muitos dos meus conhecidos demoraram a saber dos meus blogs), mas vejo a escrita como forma de colocar as ideias no lugar. Isso nos dá força!
    Espero que isso aconteça com você. Continue escrevendo, não importa o que aconteça!

    Um beijo,

    http://algumasobservacoes.blogspot.com/
    http://escritoshumanos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Amiga, numa boa, você não perdeu um emprego, você ganhou uma chance de ter um futuro ainda melhor. Você tem amparo, gente que te ama ao seu lado. Vai dar tudo certo e será muito melhor. Se não fosse assim, você se acomodaria. Olha o horizonte abrindo-se à sua frente, mergulhe nele, vai dar tudo certo. E eu, de longe, mesmo não te conhecendo pessoalmente, estou na maior torcida! Um abraço com boas energias para você que vai começar a voar! :)

    ResponderExcluir

Não gaste teclado: SE NÃO LEU, NÃO COMENTE. Também não tente me enganar: Eu percebo quando a pessoa não leu nada. (Aliás, tem gente que não lê nem isso aqui).