sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Blogando / Sonho / Concluo que



Sabe quando você escreve uma coisa que não quer que ninguém leia, sabendo que todo mundo vai ler? Tô bem assim. Esse blog é meu refugio e, por muito tempo eu achei que fosse a estrela dele, mas acho que ele é minha estrela.
Hoje eu sonhei com você. Estava linda, com os cabelos grandes e loiros, encaracolados. Estava feliz. Me perguntava como poderia ter perdido os acontecimentos dessa semana e dizia: "Queria tanto ter visto aquilo!" Eu lembro da sua pele bem lisa e gelada, e que eu passava a mão pelo seu rosto. Acho que na verdade eu estava apenas matando a minha saudade via sonhos, não sei se isso é possível, mas só de falar em você, só de lembrar da minha mão direita passando na sua boxexa e pensando "quanto tempo", nossa. Parece que eu estava mesmo era querendo te abraçar, chorar por um grande tempo e dizer: "olha, ninguém sabe, mas eu sinto sua falta".
Saudade é um pouco como fome mesmo. E neste caso, meu Deus, vai durar até a eternidade, ou pelo menos até eu existir nessa vida.

É estranho mudar de assunto da água pro vinho? Pois se acostumem, porque quando eu vir aqui, é pra isso mesmo. Já perceberam o quanto eu digo nesse blog que eu TENHO que mudar o meu jeito? pois é, eu ainda não consegui.
Ainda faço tudo que as pessoas me pedem, e RARAMENTE, bem RARAMENTE eu tenho algum retorno.  Sabe, as vezes é bom escrever quando está parcialmente triste. Não sei se posso chamar isso de tristeza, pois essa semana eu tive dois grandes acontecimentos.
Mas é uma mistura de SAUDADE / INDIFERENÇA / FRIEZA. Quando alguém te diz coisas que você não espera ouvir... Antes, quando isso acontecia, meu mundo desabava. Agora, tudo o que posso dizer é: eu não esperava mais, ok. OK. Vocês entendem? Tô começando a pensar de uma maneira fria.

Concluo que, no final, é isso que eu deveria fazer. Estou no caminho certo. É não ligar para a companhia de quem não liga pra sua. É não me entristecer, COM NADA. E fim? seria uma boa maneira pra terminar esse texto?

19 comentários:

  1. é, me sinto como vc... escrevo coisas minhas... e exponho pros outros.! Bom isso!
    bjo

    opinandoemtudo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Estou seguindo seu blog

    Tem post novo lá , sobre moda

    http://proximamoda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. As vezes quando estou triste gosto de desabafar, escrever até esgotar a tristeza, o vazio.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Adorei! Você tem o dom das palavras ein? Hahaha *-*
    Beijinhos, Lari do http://bylarissamocellin.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Escrever é uma maneira linda de expor tudo aquilo que não conseguimos fazer de outro modo. Lindo texto. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. aai que lindo.Ainda bem que temos nossos blogues como refúgio né?.
    Costumava a escrever no meu blog desabafando, mas depois de saber que alguns amigos meus liam parei, para mim é era tipo meu diário...

    ResponderExcluir
  7. Olá!!!

    Li o primeiro post e não consegui parar mais... Adorei o seu blog!!!
    Voltarei sempre!!!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  8. Disse certo: Saudade é mesmo como fomee!! Meu Deus, essa fome não passa! rsrs'


    Temos que mudar pra melhor.. só assim vale a pena mudar o nosso jeito! Se vc acha que vai estar melhor quando mudar, então continue se esforçando.. é dificil mudar, mas quando fazemos isso, crescemos! :D

    Bjokinhas! Bom feriado'

    ResponderExcluir
  9. Não precisa ser fria com tudo mesmo, só com aquilo que não deveria te importar mesmo ;} Até gosto de textos com mudanças repentinas de assunto, sou assim em minhas conversas. rs

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  10. A parte da saudade, eu não sei direito. Até porque quase não sonho. E quando sonho, são coisas muito nada a ver.
    Mas a parte de tentar de tudo com os outros e não ter retorno. A parte de seu mundo desabar porque as pessoas dizem coisas que você não esperava delas... Isso tudo, cara, é muito eu. Adorei o post.

    ResponderExcluir
  11. Adorei o texto, gosto de quem expoe seus sentimento!
    Obrigada pela visitinha no meu blog!

    ResponderExcluir
  12. Sempre escrevo para desabafar, talvez, por isso me exponha demais, mas sempre tive leitores compreensivos que me ajudam, me leem e até me dão conselhos. rsrs

    osonhodeumaflauta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Passei, vi, li e gostei do seu blog, parabéns! Aguardo a sua visita também em meu blog e peço a gentileza de , se possível votar no meu blog para o TOP BLOG 2012. É só clicar em um dos selos TOP 100 que já abre link para votar. obrigado desde já. http://inkdesignerstampas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. É realmente difícil quando a gente é assim. Eu tbm tenho muito disso, de não saber negar, de não saber achar ruim, mesmo quando fazem algo realmente ruim comigo. Na verdade eu tinha muito disso, estou mudando. Com o tempo a gente vai aprendendo com as próprias pessoas que nos fizeram isso e chega a hora que a gente tem que dar um basta!, caso contrário a gente só leva a pior.

    Muito lindo isso que vc escreveu, eu tbm quando estou triste ou agoniada, gosto de me perder nas palavras. É uma linda forma de se distrair e esquecer os problemas! =]

    Estou te seguindo aqui tbm e não somente lá no Mente Solvente. Adorei aqui, beijos!!

    ResponderExcluir
  15. EU tenho um blog secreto.. rs dai quando quero escrever algo so pra mim escrevo nele, apesar de que é bom dividir algumas coisas tbm, dai faço em outra forma e posto no meu público :)

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Talvez você não tenha que mudar o seu jeito e sim aceitar!
    Ótima semana.Beijos!
    http://www.terapiafeminina.com

    ResponderExcluir
  17. Acho que todo mundo (ou quase) escreve é pra isso, desabafar, colocar pra fora!
    Aqui é seu espaço, faça dele o que quiser!

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Bacana o texto, eu tbm escrevo e geralmente é quando acontece algo não muito bom, sei lá, tenho mais inspiração. Coisas que só quem escreve entende heheheh. Bjoooooo!

    ResponderExcluir

Não gaste teclado: SE NÃO LEU, NÃO COMENTE. Também não tente me enganar: Eu percebo quando a pessoa não leu nada. (Aliás, tem gente que não lê nem isso aqui).